Rotas do Vento Rotas do Vento
Home  » Utilidades » Diversos » Do Deserto Kalahari ao Delta do Okavango DRF

Mokoro no Delta de Okavango
Do Deserto Kalahari ao Delta de Okavango, Africa do Sul, Botswana, Zimbabwe


Pontos de Interesse


O delta de Okavango, o mais extenso delta interior no Mundo;
Imensa riqueza de fauna e de flora no meio de uma paisagem verdejante;
A maior percentagem de área natural protegida em regiões remotas e quase intactas;
Acampamentos selvagens e caminhada guiada por guia aborígene no deserto do Kalahari;
Safaris em veículo 4x4 aberto na Reserva Natural de Moremi, no delta do Okavango;
Excursão em mokoro (tronco escavado) no maior delta interior do Mundo, o delta do Okavango;
Navegação de barco no rio Chobe para observação de fauna;
Visita das magníficas cataratas Victoria.

Introdução

Uma planície fértil e verdejante de terrenos alagadiços, canais, lagos e um sem fim de braços de rio dão guarida a um pequeno paraíso na terra, que nos deixará encantados.
O Botswana é um imenso santuário de vida selvagem, um dos mais ricos em África! A princípio o País pode parecer plano, árido e desolado pois o deserto do Kalahari ocupa 85% da sua superfície. Mas, atravessando o deserto e chegados ao delta de Okavango, o mais extenso delta interior no Mundo, seremos surpreendidos por um verdadeiro tesouro natural.
Estas áreas tão remotas e quase intactas são amplamente reconhecidas por oferecerem óptimas condições para a observação de vida selvagem em África, a destacar a presença dos "big five": leão, leopardo, elefante, rinoceronte e búfalo.
Mas também veremos inúmeros hipopótamos, girafas, zebras, hienas, crocodilos, chitas e muitos outros, além de uma grande variedade de aves lacustres. Faremos safaris em veículo todo-o-terreno mas também iremos explorar os canais do delta do Okavango em canoa, o método tradicional de transporte na região, deslizando ao longo de margens onde crescem papiro, caniços e palmeiras observando grupos de animais bebendo na margem, ou banhando-se como é o caso do rinoceronte ou do hipopótamo. Iremos sentir com emoção o pulsar de África expresso pelos seus múltiplos e intensos sons, os céus imensos que se tornam alaranjados no fim do dia, a visão da savana alargando-se a perder de vista e o cheiro da terra!
Passaremos uma manhã com aborígenes conhecendo o seu projecto na comunidade Dqae Qare e faremos uma caminhada no mato aprendendo a conhecer o meio envolvente na sua perspectiva cultural e tradicional.
Depois chegaremos a Livingstone para admirarmos as espectaculares cataratas Vitória com 1700m de comprido e 108m de altura, por onde flui uma massa de água impressionante em queda permanente, havendo quem as classifique como uma das sete maravilhas do Mundo!
Esta é uma viagem única que lhe fará viver experiências inesquecíveis!


Programa de Viagem:

D1-D2: Voo Lisboa-Joanesburgo, transporte para o hotel.

D3: Joanesburgo–Deserto do Kalahari. Partimos de Joanesburgo de manhã cedo para noroeste em direcção à fronteira com o Botswana que atravessamos. Percorreremos as planícies do fascinante deserto do Kalahari observando avestruzes, zebras e gnus até chegarmos ao nosso acampamento em Nata à beira das salinas de Sowa. Jantar observando as constelações do hemisfério sul à beira de uma bela fogueira.

D4: Kalahari. Partimos para a vila de Ghanzi, na fronteira, onde iremos encontrar uma comunidade de nativos com quem iremos fazer uma caminhada no mato. Eles irão ensinar-nos vários detalhes da Natureza em redor e falarão sobre o seu modo de vida e das suas atividades tradicionais. Iremos observar umagrande diversidade de aves bem como mamíferos tal como springbok, gemsbok, impalas, antílopes. Acampamento no mato. Pa,A,J

D5-D8: Delta do Okavango. Viajamos em pistas de areia, depois em mokoro, a piroga de tronco escavado, para o centro do Delta onde iremos acampar na Natureza.
O Okavango, é um rio enorme que derrama as suas águas nas areias do Kalahari, criando assim um dos raros, e verdadeiros, deltas interiores do Mundo e um ecossistema único com uma enorme variedade de vida animal e vegetal. A visão de um antílope a correr numa planície inundada, de uma jacana-africana (ave) caminhando delicadamente entre os lírios em flor, de um abelharuco-andorinha caçando insectos e o crocitar de uma águia pesqueira africana, são uma das combinações possíveis desta obra-prima realizada pela Natureza. Teremos bastante tempo para apreciar a serenidade e o isolamento desta área.
A partir do nosso acampamento faremos excursões a pé e de mokoro nas redondezas ao longo de margens onde crescem papiro, lírios, nenúfares, caniços e palmeiras. Um ambiente idílico! Pa,A,J
No D8 regressamos a Maun.

D9-D12: Reservas de Moremi, Savuti, Chobe. Depois de bem aprovisionado o camion, partimos para norte, para os territórios onde deambulam os grandes mamíferos passando diversas aldeias. Começamos com Moremi e iremos acampar perto da 3ª Ponte. À noite ouviremos provavelmente o riso da hiena, o rugido do leão ou o arfar de um hipopótamo dentro de água. Continuamos para norte via Xakanaxa e iremos acampar perto de North Gate. É uma região excelente para detectarmos mamíferos e passaremos os próximos dias realizando safaris de manhã e à tarde, nas horas de menor calor. Dada a abundância de água, esta reserva encerra uma profusão muito grande de vida selvagem, a destacar a presença dos "big five": leão, leopardo, elefante, rinoceronte e búfalo. Mas também veremos inúmeros hipopótamos, girafas, zebras, hienas, crocodilos, chitas e muitos outros.
Seguimos para Savuti onde a paisagem alterna entre palmeirais, planície e áreas alagadas, a matas densas de acácias e mopanes. Esta região é puramente selvagem e de grande beleza, rica em vegetação, com uma vida aviária lacustre abundante e uma enorme população de animais selvagens. Saímos de manhã cedo e ao final da tarde, em veículos todo-o-terreno, para observar os animais.
Continuamos para Chobe, conhecida pelas manadas de elefantes que se juntam nas planícies alagadas, pelas suas paisagens maravilhosas, pelos magníficos crepúsculos e pela abundância de vida selvagem e aviária. Apreciamos o nascer do sol e passamos a manhã explorando as margens do majestoso rio Chobe. Esperamos ver o puku (antílope), que se encontra exclusivamente nos baixios do rio Chobe, e muitos outros animais. Pa,A,J

D13: Maun. Depois de um passeio em redor do acampamento, seguimos para Maun onde teremos o resto da tarde livre. Pa,J

D14: Visitamos as salinas de Makgadikgadi. Estas depressões fantásticas são famosas por atraírem muitas espécies de aves e de outros animais que se adaptaram à vida no deserto, como a gazela e o antílope da África do Sul, e que aí vão lamber sal. De volta ao lodge apreciamos um crepúsculo verdadeiramente inesquecível sobre o que resta de um antigo lago com 6500 km2 e sob o céu estrelado, gozamos de uma noite tranquila. Alojamento em acampamento em Nata. B,J

D15-D16: Rio Chobe, Victoria Falls
 Seguimos ao longo do rio Chobe que atrai grandes mamíferos, sobretudo elefantes. Aqui faremos um passeio de barco paea procurarmos animais que bebem nas margens. Depois seguiremos para Victoria Falls onde alojaremos num lodge.  Victoria Falls é, sem dúvida, uma das maiores e mais espectaculares maravilhas naturais de África, que os nativos chamam de "Mosi o Tunya" (o fumo que troveja). Medem 1700m de comprido e 108m de altura, por onde flui uma massa de água impressionante em queda permanente, havendo quem as classifique como uma das sete maravilhas do Mundo! Estes dias são livres para explorarmos a região à nossa vontade. Depois de admirarmos as cataratas, podemos visitar outros locais e realizar algumas actividades opcionais: visita de uma aldeia tribal ou Big Tree onde se encontra um grande baobab (imbondeiro) com mais de 3 mil anos, 20m de altura e um perímetro de 16m, o mercado de objectos raros e uma quinta de criação de crocodilos, um passeio de ultraleve sobre as cataratas ou de barco no rio Zambeze, rafting, bungi jumping, um safari no dorso de um elefante e, claro, admirar longamente a magnifência das cataratas. Pa,J - Pa

D17: Voos Victoria Falls-Joanesburgo-Lisboa. Pa

D18: Chegada a Lisboa.

Preço: Eur 3220 por pessoa.


Condições Particulares de Participação

Suplementos época alta: partidas em Jul +Eur 160, Ago +Eur 220, Set +Eur 80, Dez +Eur 220.

Inscrição: Deve enviar-nos a ficha de inscrição preenchida junto com 30% do preço. Devido à grande afluência de viajantes nestas épocas, a sua inscrição deverá ser confirmada com a maior brevidade.

Descontos: Saiba como pode obter descontos de até 7% .

Partidas do Porto: Consulte-nos com a maior antecedência.

Preço: Válido em 2017;

Inclui: Os voos em classe turística, 3 noites em lodge, 2 noites em bungalow, 10 noites de alojamento em tenda dupla espaçosa, todas as refeições referidas no programa sendo Pa-pequeno almoço, A-almoço, J.jantar, B-brunch, todos os transportes internos em camião todo-o-terreno preparado para safari, serviços de guia/motorista, taxas de entrada nos Parques Nacionais.

Não inclui: Equipamento pessoal, bebidas, seguro de viagem, vistos, actividades opcionais e actividades nos dias livres, gorjetas (contar com cerca de Eur 30 por participante).

Nota: O preço dos voos é baseado em estimativas razoáveis para os trimestres futuros. As companhias aéreas poderão impor aumentos de preço dentro de prazos reduzidos por motivos vários que se prendem com economia, segurança e demais exigências legais.

Seguro: O preço do seguro para esta viagem é de Eur 80 que abrange um período de 22 dias (por favor consulte as coberturas).

Material fornecido: Tendas duplas, cozinha, colchonetes.

Refeições: Pequeno almoço e jantar quentes, pic nic a meio do dia preparados pelo nosso cozinheiro.

Transportes: Voos em classe turística em companhia aérea europeia ou americana e todas com quem estas tenham aliança (codeshare), camião todo-o-terreno preparado para safari para os transportes terrestres.

Acompanhamento: Guia/motorista profissional falando inglês.

Grupo: mín 4 pessoas, máx 17, de origem internacional.

Programa: Em função das condições do tempo, da condição do grupo ou outras justificáveis o guia poderá alterar o programa. Os participantes devem colaborar em todas as tarefas de campo inclusive descarregar/carregar o camion, apanhar lenha, cozinhar, lavar pratos, montar tendas, etc.

Documentação: Passaporte válido. Os vistos obtêm-se nas fronteiras à chegada.

Vacinas: Nenhuma obrigatória; recomenda-se a da febre amarela e a prevenção do paludismo.

Equipamento: Botas ligeiras, saco-cama de 2-3 estações, mochila pequena, saco de nylon flexível para bagagem, máquina fotográfica.
Nota: Após a sua inscrição receberá uma lista detalhada do equipamento a levar.

Booka-drf-8out15






Testemunhos