Rotas do Vento Rotas do Vento


Nepal: Vale de Khumbu e Campo Base do Everest

Programa resumido Programa Detalhado

D1
: Voos Lisboa-Kathmandu.

D2: Chegada a Katmandu, transporte para o hotel em Thamel, um dos bairros mais característicos de Kathmandu.

D3: Dia livre em Kathmandu para visitar os diversos locais históricos no vale: Durbar Square, Swayambunath, Pashupatinath, Patan, Bakhtapur, Boudhanath, etc;

D4: Transporte para o aeroporto e voo Kathmandu-Lukla (2700m) (50mn). O nosso passeio inicia-se após este espectacular voo com destino à pedregosa e reduzida pista de Lukla. Depois de descarregar-se o equipamento e de uma refeição leve, iniciamos uma marcha fácil até Phakding (2800m) (3h), passando por uns espectaculares rochedos inteiramente gravados e policromados com orações budistas tântricas;

D5: Phakding-Namche Bazaar (3440m) (6h). Subida fácil até Monjo, onde entramos no Parque Nacional de Sagarmatha. Segue-se uma descida para o vale do rio Dudh que atravessamos três vezes por pontes suspensas, a última das quais longa e muito espectacular. Subida por entre uma floresta de pinheiros de onde avistaremos, ao longe, o Everest (8848m) e o Lhotse (8516m);

D6: Namche Bazaar, dia livre para melhorar a aclimatação à altitude. Esta aldeia é a mais importante de toda a região do Solu Khumbu, muito cosmopolita e cheia de actividade. Não só se organizam aqui as pesadas expedições ao Everest, como também é um importante centro de comércio da região. Ainda hoje se vêem chegar do Tibet caravanas de yaks carregadas de lã e de sal. Poderá visitar o mosteiro de Namche e subir a Syangboche passando por bonitos currais de yaks, onde poderá avistar alguns dos famosos faisões multicolores.

D7: Namche Bazaar-Thyengboche (3860m) (5h30). Seguimos por um agradável carreiro a meia encosta na margem esquerda do rio Imja. Atravessamos depois uma floresta e alguns prados onde poderemos encontrar faisões, cabras selvagens e gamos. Passamos por Phunki, após atravessarmos o rio Dudh Kosi numa ponte suspensa. Aqui podemos admirar enormes cilindros de oração movidos pela água. Chegamos a Thyengboche após atravessarmos o característico portão que anuncia a chegada a um mosteiro importante. Daqui teremos um bonito panorama sobre o vale de Imja, de onde se destaca o Lhotse e o Ama Dablam, e o caminho das nossas próximas duas etapas;

D8: Thyengboche-Dingboche (4413m) (6h). O mosteiro de Thyengboche é o local de culto mais importante de toda a região, ao qual acorrem peregrinos de todas as proveniências para assistirem ao seu festival anual. De manhã descansamos e visitamos o mosteiro. À tarde faremos uma curta etapa até Pangboche que tem um pequeno mosteiro. Atravessamos uma floresta de zimbros salpicada de inúmeras flores alpestres. No caminho passamos pelo convento de monjas em Debuche, pequeno e humilde, onde se poderão apreciar paredes gravadas com orações mani e bandeiras de oração esvoaçantes;
Entramos no famoso vale de Khumbu e teremos sempre um bonito panorama sobre o Ama Dablam (6856m), considerado por muitos a montanha mais elegante e sobre a imponente face sul do Lhotse (8516m). Cruzamo-nos com diversas caravanas de yaks num carreiro que, lá do alto, segue a margem direita do Imja Khola. Chegamos a uma zona de prados de altitude e, após a travessia de uma ponte de madeira, deparamos com dois stupas, múltiplos chortens e bandeiras de oração que anunciam a chegada a Dingboche.

D9: Dia de descanso em Dingboche. Visite o pequeno mosteiro debaixo das falésias acima de Dingboche e as diversas habitações de monjes espalhadas pela encosta. Ou suba no vale de Chukkhung para aproximar as magníficas faces de rocha e neve a destacar a do Lhotse (8516m).

D10: Dingboche-Lobuche (4880m) (6h). Subida regular até Tukla passando por belíssimos prados com muros de pedra e cabanas de rocha onde pastam yaks. Bonita vista para Pheriche e para o leito do Lobuche Khola, em baixo. Encontro com os inúmeros pequenos chortens dedicados a todos os sherpas que morreram no Everest. A partir daqui o caminho é plano até Lobuche e a vista das grandes montanhas nevadas um espectáculo constante;

D11: Visita do acampamento base do Everest, o local onde estacionam as expedições de alpinismo que tentam a escalada do Everest e do Lhotse (3h). Excelente panorama sobre os elevados cumes em redor e sobre a impressionante cascata de gelo que tem um altura de 800m. Regresso a Lobuche.

D12: Dia cansativo mas gratificante: Partiremos cedo para Gorakshep (5100m) (3h), de onde iniciaremos a ascensão fácil e facultativa do Kala Pattar (5545m), que demorará cerca de 3h. Sentiremos a altitude a reduzir-nos as forças e avançaremos lentamente. A esplêndida vista do seu cume oferece-nos um espectáculo magnífico das grandes montanhas muito próximas, sobretudo a clássica vista do Everest (8848m), do Lhotse (8516m) e do Nuptse (7855m) e dos seus imensos glaciares. Regresso a Pheriche (4160m).

D13: Caminhada Pheriche-Tengboche (3860m) (6h). Regresso pelo vale ao longo das moreias do glaciar de Khumbu.

D14: Caminhada Tengboche-Namche Bazaar (3440m) (5h).

D15: Caminhada Namche Bazaar-Lukla (5h).

D16: Voo para Kathmandu, transporte para o hotel, tarde livre.

D17-D18: Dias livres em Kathmandu, que servem também como segurança para o caso do mau tempo impedir os voos de Lukla;

D19: Transporte para o aeroporto e voos Kathmandu-Lisboa.

D20: Chegada a Lisboa.
  • Preço: desde Eur 2740 por pessoa (voos incluídos).
  • Partidas: Mar 14-Abr 1, Abr 18-Mai 6, Out 3-21, Out 31-Nov 18.
  • Dificuldade: 3

Sugestões de Programas Alternativos:
th_990009_1378382476.jpg
Preço: desde Eur 4380 por pessoa (voos incluídos)
th_chapadaventuras00004_1279830715.jpg
Preço: desde Eur 3060 por pessoa (voos incluídos)
th_mekong_river_delta4_1359674259.jpg
Preço: desde Eur 3280 por pessoa (voos incluídos)

th_lhasaexpressl00002_1329135719.jpg
Preço: desde Eur 3860 por pessoa (voos incluídos)
th_butao0036_1478375434.jpg
Preço: desde Eur 4360 por pessoa (voos incluídos)
th_takil2_1291142092.jpg
Preço: desde Eur 3280 por pessoa (voos incluídos)


Testemunhos
Vale de Khumbu e Campo Base do Everest, Nepal