Rotas do Vento Rotas do Vento


Argentina, Chile, Bolívia: Altiplano e Quebradas, de Uyuni a Atacama

Programa resumido Programa Detalhado

D1: Lisboa – Buenos  Aires.
Voos Lisboa – Buenos Aires. Transporte para o hotel.

D2: Buenos Aires – Salta
Voo para Salta e transporte para a nossa estalagem. Resto do dia livre para conhecer Salta, a maior cidade do noroeste argentino, que conserva uma grande quantidade de edifícios coloniais e cujas tradições são rigorosamente mantidas, como é o caso da típica siesta. Pa

D3: San Antonio de los Cobres Salinas Grandes
Partida para Campo Quijano, uma aldeia tradicional do Vale de Lerma, conhecida como a Porta dos Andes. Passamos por Quebrada del Toro, um cenário espectacular da Província de Salta, com densos bosques de ceibas, pastos das pampas e coloridas montanhas rochosas cobertas de cactos da Alta Puna Argentina (parte do vasto altiplano andino partilhado pela Argentina, Bolívia, Chile e Peru), com altitudes entre 2700m e 4600m. Chegamos à aldeia pré-hispânica de Rosa de Tastil, com as suas lendárias ruínas pré-incas (séc XIV). A nossa viagem continua até San Antonio de los Cobres, uma típica vila situada a 4000m de altitude. Mais tarde iremos apreciar as Salinas Grandes e um lago de sal com uma extensão de cerca de 8250 km2. Descemos pela encosta do caminho de Lipán, uma estrada serpenteante da Ruta Nacional 52 totalmente asfaltada e paramos na fascinante aldeia de Pumamarca rodeada por elegantes serras multicolores e do famoso Cerro de los Siete Colores cujas vistas são deslumbrantes. Mais tarde chegaremos à nossa estalagem na pitoresca aldeia de Tilcara. Pa

D4: La Garganta del DiabloTilcara
Manhã livre para descobrir Tilcara e os seus atractivos: a praça grande, a praça pequena, a igreja e a Pucará de Tilcara, uma bela fortaleza pré-hispânica construída sobre um morro, a 80m de altura sobre o Rio Grande, que ali corre a 2450m. À tarde faremos uma caminhada pelo antigo caminho dos kollas (povo andino) até à Garganta del Diablo, um profundo e estreito desfiladeiro escavado pela erosão das águas e admirando vistas espectaculares. Após 3h-4h de caminhada, regressamos a Tilcara. Pernoita em estalagem. Pa

D5: Tilcara Iruya Humahuaca
Viajamos  até Iruya, uma pequena aldeia no meio das montanhas, situada a 2780m acima do nível do mar. Daqui conseguem-se  alcançar vistas magníficas uma vez que se situa no topo do vale. Tempo livre para conhecer o povoado, com as suas charmosas e pequenas ruas de pedra e uma típica capela. Depois seguimos para a nossa estalagem em Humahuaca. Pa, A

D6: Uquía Quebrada de las Señoritas
Deixamos Humahuaca e seguimos em autocarro durante 10 km para chegarmos à pequena aldeia de Uquía. Uma vez lá, visitamos a igreja de San Francisco de Paula, com o seu altar laminado em ouro pelos jesuítas, em 1691 - ano em que foi construído – e adornado com quadros de anjos arcabuzeiros, trazidos de Cuzco. Em seguida, faremos uma pequena caminhada até à Quebrada de Las Señoritas, um pequeno povoado de beleza singular, cujas casas possuem um tom de terra (ou à Quebrada de Yacoraite). A cor vermelha intensa das rochas da Quebrada de las Señoritas torna-a num lugar surpreendente. A aldeia também é muito conhecida pelo seu depósito paleontológico de fósseis de grandes mamíferos como milodontes e preguiças gigantes. Passamos em Uquía onde visitamos uma quinta de criação de vicunhas e uma antiga azenha. Ao final do dia, regresso a Humahuaca. Pernoita em estalagem. Pa, Pc

D7: Aldeias coloridas e ravinas
De manhã deixamos Humahuaca e atravessamos Peña Blanca, a fronteira leste da Quebrada de Humahuaca. Aqui começamos a nossa aventura de "aldeias coloridas e ravinas". Após alguns quilómetros começam a aparecer os primeiros povoados. A imponente planície do Vale de Cocataca é surpreendente uma vez que foi o principal lugar de cultivo dos Incas. Durante a manhã caminhamos pelas áreas de cultivo dos Andes e faremos uma pausa para pic nic no povoado. À tarde faremos outra breve caminhada (2h30) no Cerro Negro, um lugar milenar com vistas soberbas de todo o vale para observarmos as antigas pinturas nas rochas. Embarcamos no nosso transporte e atravessamos diversos povoados como Valiaso e Pucará para subirmos a serra de Santa Bárbara que se situa a 4200m. Terminamos o dia no miradouro do majestoso e colorido cerro Hornocal com uma deslumbrante vista dos enormes prados de Abra del Zenta. Tempo para um lanche regional e regresso a Humahuaca ao final do dia. Pernoita em estalagem. Pa, Pc

D8: Quebrada de Sapagua - Comunidade de Hornaditas
Hoje seguimos em direcção a Quebrada de Sapagua, onde faremos um passeio a pé e poderemos admirar a arte rupestre desta zona. Continuamos até Hornaditas, onde podemos conviver com os habitantes da comunidade que abrem as suas portas para nos receber. Pernoita em estalagem. Pa, Pc

D9: Humahuaca La Quiaca, VillazónUyuni
Seguimos de autocarro até La Quiaca, a vila que faz fronteira com a Bolívia. Atravessamos a fronteira e chegamos a Villazón, uma aldeia do sul da Bolívia, situada a 3400m e dirigimo-nos à estação de comboios de onde viajamos para Uyuni. Alojamento em estalagem. Pa

D10: Salar de Uyuni
O Salar de Uyuni é a maior planície salgada do mundo com cerca de 12000 km2 de área e estima-se que possua cerca de 10 biliões de toneladas de sal. A meio da manhã saímos de Uyuni em direcção a Colchani (22 km a norte), uma pequena aldeia construída em torno da exploração e refinação de sal. Entramos na vila e assistimos a uma curiosa demonstração de extracção de blocos de sal. Podemos visitar as lojas, os hotéis de sal (actualmente desactivados) e a Isla Lomo Pescado, com as suas formações de recife e apreciar os enormes cactos que chegam a atingir 10m de altura. Apreciaremos uma fabulosa vista panorâmica sobre a planície branca a partir do miradouro. Ambiente fascinante convidando ao recolhimento. Você irá fotografar cenas incríveis sobre o Salar pois o ambiente e o cenário são irreais. Faremos um pic nic na Ilha e seguimos caminho até Chuvica, onde ficaremos a dormir num refúgio rústico. Pa, Pc, J

D11: Salar de UyuniLagoas Altiplanas
Hoje partimos para visitar as Lagoas Altiplanas: Cañapa, Hedionda e Ramadita. Em seguida, continuamos pelo deserto de Siloli, que faz parte do Deserto de Atacama, o deserto mais seco do mundo, para observarmos a Árvore de Pedra, uma formação rochosa originada pelos fortes ventos da região. Visitamos ainda a famosa Laguna Colorada, que se situa dentro da Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Abaroa e próximo da fronteira com o Chile.  A coloração vermelha das águas desta lagoa deve-se aos sedimentos de cor vermelha e aos pigmentos de alguns tipos de algas, que faz com que as suas águas tenham uma variação de tons que vai desde os castanhos até aos tons vermelho intensos. A Laguna Colorada serve de abrigo a milhares de flamingos cor-de-rosa e a uma vasta fauna andina como vicunhas, emas e alpacas. Pernoita em refúgio rústico. Pernoita em estalagem. Pa, Pc, J

D13: Salar de Atacama e Lagoas Altiplanicas
Hoje iremos visitar as lagoas Miscanti e Minique, dotadas de cores maravilhosas de azul celeste profundo, situam-se acima dos 4000 metros acima do nível do mar. A lagoa Miscanti é muito característica e famosa devido à sua mudança de cor que ocorre entre as 11h e as 12h.De caminho  paramos num Toconao, uma antiga cidade construída de pedra, onde encontraremos um interessante artesanato. Outro destaque é o Salar de Atacama, um deserto salgado com mais de 100 km de extensão. Iremos apreciar diversas aves e fauna que conseguiu sobreviver num dos lugares mais desertos da Terra. Chegaremos a San Pedro de Atacama, uma vila situada no Deserto de Atacama, situada a 2400m. É considerada um oásis no meio do deserto e um local muito cosmopolita pois é o ponto de encontro de viajantes de todo o mundo. Pernoita em estalagem. Pa, Pc

D14: Geysers del Tatio
Sairemos antes do amanhecer (4h), a fim de visitarmos o vulcão Tatio, localizado 4300 metros acima do nível do mar. Chegaremos ao curioso campo geotérmico localizado na Cordilheira dos Andes para visitarmos o campo de geysers (nascentes vulcânicas de vapor a 38ºC) e as águas termais. No início da manhã este lugar tem uma atividade surpreendente de vapor por causa das altas temperaturas que estão surgindo a partir das crateras. A água fervente, as enormes colunas de vapor e da água que corre por baixo da superfície faz desta, uma experiência inesquecível.
Aqui tomaremos o pequeno almoço, e depois faremos uma caminhada em redor apreciando os silvos, os odores e a visão destes fenómenos muito curiosos e espetaculares. Regresso a San Pedro de Atacama. Pa

D15: San Pedro de Atacama – Salta
De manhã despedimo-nos de San Pedro de Atacama e viajamos através dos Andes e entramos na Argentina numa viagem surpreendente através das montanhas em Paso de Jama (4200m) para depois descermos até à bela cidade de Salta. Pernoita em estalagem. Pa

D16: Transporte para o aeroporto, voo para Buenos Aires. Noite em hotel. Pa

D17: Buenos Aires–Lisboa
Transporte para o aeroporto. Voos Buenos Aires–Lisboa.

D18: Chegada a Lisboa.

  • Preço: desde Eur 4180 por pessoa (voos incluídos).
  • Dificuldade: 2

Testemunhos
Não existem testemunhos